COMO TUDO COMEÇOU…

COMO TUDO COMEÇOU…

Oi! Tudo bem? Se você chegou até esse post é porque ficou interessada em como o Girls Board começou. Mas, antes de falar um pouco sobre a história do Girls Board, permita-me apresentar o projeto para você:

O Girls Board é uma comunidade que tem como principal objetivo promover o protagonismo e liderança femininos no mercado de trabalho. Em outras palavras, o nosso principal objetivo é ver mulheres brilhando em qualquer carreira que elas quiserem escolher e, como consequência, ver mais mulheres assumindo posições de liderança. Você já deve ter percebido que em alguns setores a liderança é predominantemente masculina, né? Caso ainda não tenha reparado, tente pesquisar no Google “Reunião de Conselho de Administração” e conte quantas mulheres estão sentadas à mesa nas fotos (rindo de nervoso).

Sabemos que, se criar uma sociedade com igualdade de oportunidades para homens e mulheres fosse fácil, já estaríamos vivendo nela felizes e plenas – mas não é o que vemos na prática. No entanto, acreditamos que se cada um fizer a sua parte, podemos sim criar um impacto positivo. Para isso, primeiro, devemos começar nas nossas comunidades. Por este motivo, promovemos através das nossas redes sociais – alô, segue a gente aí! @girlsboardbr #jabá – posts, discussões, notícias e conteúdos que visam não só enaltecer o papel incrível das mulheres ao redor do mundo, mas também comentar sobre os desafios que nós enfrentamos no mercado de trabalho como um todo!

Além das redes sociais, promovemos alguns encontros com temas diversos, sendo que todos são voltados para esse pano de fundo de empoderamento e liderança femininos. Em face da situação mundial atual, os encontros estão temporariamente suspensos. Inclusive, COVID-19, nós não gostamos de você.

A ideia do projeto surgiu justamente da necessidade de ter voz. E de dar voz para quem não tem também. Quando eu me formei e comecei a trabalhar, percebi que as mulheres passavam por alguns problemas no mercado de trabalho que, nunca, em seus sonhos mais loucos, os homens passariam. Já imaginou um RH pedindo para um homem voltar para casa para trocar uma calça que estava muito apertada? Troque a palavra “homem” por “mulher” e “calça” por “saia”. Pois é…

Como se a situação em si já não fosse o suficiente, comecei a perceber que ninguém (ou, pelo menos, pouquíssima gente) realmente CONVERSAVA sobre o assunto: seja com as colegas de trabalho, seja com as migas no barzinho. Comecei a procurar projetos semelhantes na minha comunidade que promovessem esse tipo de conversa, mas não encontrei muitas iniciativas que me faziam ficar realmente animada para sair de casa para discutir sobre feminismo (que é uma palavra linda e vocês não devem ter medo de usar ela nunca!). Foi então que eu decidi criar o meu projeto e, assim, o Girls Board nasceu <3

Em pouco mais de 1 ano de surgimento, o Girls Board já ajudou a mudar a vida de muitas mulheres da nossa comunidade: algumas conseguiram fazer network e conseguiram novos empregos, algumas aprenderam habilidades que antes não tinham, outras até mesmo ficaram conhecendo prestadores de serviço que viraram parceiros em seus negócios! Isso é o que me deixa mais feliz. Eu carrego um pouquinho de cada mulher que se conecta com o Girls Board comigo. Espero que vocês possam carregar um pouquinho de Girls Board ao longo da vida com vocês também!

Laura Mattos

Tags: